20% dos servidores do governo federal têm funções que poderão ser feitas por máquinas, diz estudo

Um a cada cinco funcionários públicos civis do Executivo federal têm ocupações com “elevado potencial” de terem tarefas substituídas por máquinas nas próximas décadas.
Essa conclusão é parte de uma pesquisa que está em desenvolvimento a pedido da Escola Nacional de Administração Pública (Enap) e teve resultados divulgados em artigo assinado pelos economistas Willian Adamczyk, Leonardo Monasterio e Adelar Fochezatto.
Eles apontam que se trata do primeiro estudo focado nos possíveis efeitos da automação para o setor público no Brasil.

Mas os resultados não implicam necessariamente na dispensa do trabalho de alguns servidores, esclarece Adamczyk à imprensa.

O pesquisador diz que identificar tarefas que podem ser substituídas por máquinas podem ajudar o governo a determinar habilidades necessárias para requalificar os servidores atuais e também para futuras contratações.

E você, acha que sua profissão poderá ser substituída?

Da redação com informações de BBC News Brasil

Compartilhe